Arte inclusiva encanta no via café

Se você vai ao Via Café esta semana, permita-se admirar o trabalho e o esforço dos artistas da arte inclusiva. Você vai se encantar!


Por: Margarida Hallacoc
Data: 7 de junho de 2019
img

A arte inclusiva  pode ser apreciada em Varginha esta semana, no Via Café. Sabe aquela caraterística chamada de dom, que alguns seres humanos parecem carregar em profusão ao nascer? E quem ninguém explica de onde vem? Pois então, é o dom, que certamente existe, é democrático e se manifesta sem qualquer distinção de raça, cor, nacionalidade ou outras peculiaridades.

Em alguns casos, a falta de um membro parece potencializar a agilidade de outro. Então, lá está o talento ou dom da pessoa a se revelar. Aquele algo que dispensa a lógica para apoderar-se da vontade de fazer e capacitar quem de fato deseja e se entrega a seu sonho.

Se este sonho, contudo, tiver muitas cores, pode ser refletido na tela em uma aquarela lindíssima. E se for mais intimista, abstrato, pode se revelar com força: preto no branco, matizes de sombra e luz. Ou quem sabe em emaranhados de infinitas linhas que parecem ir ter com as estrelas o domínio de tanta beleza.

1ª semana da arte inclusiva

São lindos trabalhos em pintura de artistas que usam os pés ou a boca para domar os pinceis e colorir seus traços. Tem uma mostra ao vivo do talento do “Lukinha” o artista varginhense que mexe com o público por onde passa. As exposições desses artistas estarão ao lado da Havan à disposição dos admiradores. Outra atração da semana é a Banda da EF Ciências, que encerra o evento no dia 9 de junho.

Cerca de 10% da população mundial (o que significa 650 milhões de pessoas), vivem com algum tipo de deficiência. A maioria destas pessoas passam por gigantescas dificuldades para ter uma vida apenas comum. Porém tantos desafios não as impedem de sonhar, de trabalhar, de deixar a sua marca registrada no mundo. Não impede, sobretudo, de encantar outras pessoas.

Se você vai ao shopping esta semana, permita-se parar e admirar o trabalho e os esforço dos artistas da arte inclusiva. Aprecie o talento impresso em cada linha da exposição. Quando você prestigia o trabalho de um artista com algum tipo de deficiência, você ajuda a curar um pouco a ferida dolorosa do preconceito. E contemple-se também através da arte deles: todos podemos fazer coisas belas durante o passeio breve aqui pelo planeta. Se é para deixar marcas, que sejam bonitas!

Conta pra gente o que você achou!