Batata frita? Desce mais!

Quando você começa a comer batata frita consegue parar depois de três palitos? Consegue ficar só olhando para o prato cheio daquela delícia coradinha?


Por: Margarida Hallacoc
Data: 3 de julho de 2019
img

Quando você começa a comer batata frita consegue parar depois de três palitos? Consegue ficar só olhando para o prato cheio daquela delícia coradinha, crocante, com sal e um queijinho por cima? Ah, não dá, né? Então, se você não consegue, de jeito nenhum, nem se esforçando muito… se continua a comer, comer até se empanturrar, muito depois da fome, saiba: você não está sozinho no seu ataque de gula – se é que isso consola alguém.
Estudos científicos comprovam que na verdade você come afetado pelo sal. E sal pode te fazer comer muito, muito mais. Pesquisadores da Universidade Deakin (Austrália) estudaram os efeitos do sal no consumo de alimentos. De acordo com essa pesquisa, o sal faz as pessoas comerem muito mais do que a gordura, por exemplo.

ÁVIDOS POR SAL

As papilas humanas estão programadas para nos fazer detectar o sal e apreciá-lo – assim como os animais carnívoros tem papilas para identificar a proteína da carne crua.
Em testes realizados por cientistas, participantes foram alimentados com uma de quatro possibilidades: comida baixa em sal e baixa em gordura; comida alta em sal e baixa em gordura; comida alta nos dois; e comida baixa em sal e alta em gordura.
Os resultados comprovaram: o alimento preparado com mais sal foi o primeiro prato a acabar. Mais sal, mais apetite. O que comprova que o sal faz realmente as pessoas acharem o alimento mais gostoso. Além da batata frita, algo similar acontece com a pipoca, amendoins torrados, biscoitos de polvilho, torradas e assim por diante. Nenhum alimento da pesquisa foi páreo para os temperados com mais sal.

SENSITIVIDADE

Uma outra descoberta desta pesquisa foi que as pessoas com sensitividade ao gosto da gordura comem menos alimentos gordurosos e se controlam com mais facilidade, se o alimento contiver pouco sal, ou seja, não sentem tanta falta. A questão é que quando se deparam com alimentos com mais sal, esse controle vai embora.
A conclusão dos cientistas é que a percepção do sal é tão prazerosa que atordoa outras sensações . Então, melhor ficar atento: quanto mais sal sobre a mesa, sal no tempero, molhos e outros, mais vamos comer o que vier pela frente, sejam comidas gordurosas, excesso de carboidratos e por aí vai. Afastar o sal do nosso alcance e reduzir a sua aplicação é que que podemos fazer por nós mesmo. Alimentar sem derrapar no exagero implica maneirar a mão no sal.

Conta pra gente o que você achou!