Câncer: alimentos que podem prevenir a doença

Brasil terá 625 mil novos casos de câncer a cada ano do triênio 2020/2022


Por: Crislaine Abreu
Data: 23 de outubro de 2020
img

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer é o principal problema de saúde pública no mundo. Está, também, entre as quatros principais causas de morte prematura – antes dos 70 anos de idade – na maioria dos países.

Conforme o órgão ligado ao Ministério da Saúde, o Brasil terá 625 mil novos casos de câncer a cada ano do triênio 2020/2022. Desse número, 50,3% deverá ocorrer em homens e 49,7% em mulheres.

Os tipos mais comuns serão de pele não melanoma, mama, próstata, cólon e reto, pulmão e estômago. Já nas estatísticas mundiais, o INCA relata que 7,6 milhões de pessoas morrem por ano por causa do câncer.

Para prevenir o câncer, muitas ações podem ser tomadas. Manter o peso corporal adequado, não fazer o uso de bebidas alcóolicas, não fumar, praticar atividades físicas e ter uma alimentação saudável estão entre elas. E, por falar em alimentação, o INCA determina quais alimentos devem ser evitados e quais previnem o câncer. Veja abaixo.

Alimentos de origem vegetal

Cereais integrais, feijões, frutas, legumes, nozes, sementes e verduras fortalecem as defesas do corpo e ajudam no bom funcionamento do intestino. Esses alimentos são poderosos nutrientes. Além de impedir que os compostos cancerígenos cheguem às células saudáveis, consertam o DNA que já sofreu a agressão da doença. Caso não seja possível a recomposição do DNA, alguns compostos encontrados nesses alimentos promovem a morte dos cancerígenos e interrompem a multiplicação desordenada.

Segundo o INCA, devem ser consumidos por dia, duas porções de frutas, como abacate, banana, caju, goiaba, graviola, jabuticaba, jaca, pitanga e uvas de cor escura. Já os vegetais sem amido, três porções devem ser ingeridas diariamente. Exemplo: abóbora, agrião, beringela, beterraba, cenoura, chuchu, couve-flor, espinafre, quiabo e tomate.

Outro grupo que faz parte dos alimentos protetores são as amêndoas, alho, castanhas-de-caju, castanhas-do-pará, nozes, pistaches e salmão. Sementes de abóbora, gergelim, girassol e amendoim também são bem-vindas e podem ser acrescentadas em saladas.

Alimentos ultraprocessados

Alimentos e bebidas com alto teor calórico, ricos em gorduras e açúcares são venenosos para o organismo. Além de contribuir para o excesso de peso, também aumentam as chances de desenvolver um tipo de câncer no futuro.

Biscoitos recheados, cachorro-quente, hambúrguer, lasanhas congeladas, pizza e salgadinhos precisam ser evitados.  Assim como refrigerantes, chás e sucos industrializados, pois são pobres em fibras, minerais e vitaminas.

Agora que você conhece os tipos de alimentação benéficas e maléficas, que tal ter uma vida mais saudável? Não existe alimentos que curam o câncer, mas como diz o ditado, “é melhor prevenir do que remediar”.

Conta pra gente o que você achou!